easy html website generator

ESCRITA CRIATIVA

<< VOLTAR

A escrita não se ensina, mas aprende-se, com trabalho, disciplina, dúvidas e confrontos.
Porque a escrita é uma técnica e é expressão individual do eu, que organiza o mundo e o íntimo de quem escreve. Mais...

A escrita não se ensina, mas aprende-se, com trabalho, disciplina, dúvidas e confrontos. Porque a escrita é uma técnica e é expressão individual do eu, que organiza o mundo e o íntimo de quem escreve. 

Uma oficina de escrita criativa é um espaço de partilha, debate, dúvida metódica e peregrinação, onde se procura tornar cada vez mais cristalino e único o olhar e pensamento de cada um.

Os requisitos são elementares: bom domínio da língua, amor pela palavra e pelo silêncio, entusiasmo, disponibilidade para trabalhar e para lutar até à morte pela frase perfeita. 

O curso consistirá em análise de excertos selecionados, exercícios de escrita, discussão de técnicas específicas, leitura e debate em torno dos trabalhos realizados pelos alunos.

No final, não sendo obrigatório, os formandos deverão ter pelo menos uma obra literária completa, passível de ser divulgada em público.

1) Os três talentos do escritor: descascar, partir e assassinar

2) A plasticina das palavras

3) Princípios da poesia: a morte e as vírgulas

4) Princípios do drama: o outro e as reticências

5) Princípios da narrativa: a vida e os pontos finais

6) A revisão: o principiar da escrita

7) À procura da voz do autor na página

Devido à intimidade que a escrita pede, as inscrições para a oficina serão fechadas, no máximo, um mês após o seu início, para que o trabalho em grupo não seja prejudicado, não sendo possível um número de alunos inferior a 5 e superior a 12.


INFORMAÇÃO GERAL          FORMADOR: JORGE PALINHOS




Público: Geral M/16
Datas: a partir de Outbro 2017,
em data a anunciar
Dia: a definir
Condições: a definir




Local/Espaço Parceiro:
 Orfeão de Matosinhos

Rua Brito Capelo, 234
(junto à estação de Metro - Brito Capelo)




Mais informações >>

NOTA BIOGRÁFICA DA FORMADOR

Jorge Palinhos é escritor, tendo publicado vários contos e peças de teatro, editados e apresentados em Portugal, Espanha e Brasil. Já foi galardoado com o Prémio Miguel Rovisco e o Prémio Manuel Deniz-Jacinto, em teatro. O seu livro mais recente chama-se “Histórias Sem Jardins”. É ainda docente do Ensino Superior na área da Narrativa e da Dramaturgia.


Topo ^